Núcleo de Prática Jurídica

As atividades práticas, antes elencadas na disciplina prática judiciária, passaram a ser desenvolvidas pelos alunos, de forma simulada e/ou real, com supervisão e orientação do Núcleo de Prática Jurídica. As instalações foram adequadas para desenvolver atividades referentes à magistratura, advocacia, Ministério Público, demais profissões jurídicas e para atendimento ao público. Essas atividades, exclusivamente práticas, consistem em atuação em audiências e sessões, redação de peças processuais e visitas a órgãos judiciários, prestação de serviços jurídicos e técnicas de negociação coletivas, arbitragens e conciliação, todas, controladas, orientadas e avaliadas pelo núcleo de prática jurídica. Os alunos devem ser direcionados para o trabalho com questões jurídicas mais complexas, de forma a acompanhar as novas demandas e transformações sociais. A essência de um Núcleo de Prática Jurídica é o compromisso com a defesa dos Direitos Fundamentais e Cidadania, no sentido de uma reformulação da organização social, proporcionando direitos aos que não têm direitos e preparando o aluno para o exercício profissional.